fbpx

Lígia Rasslam – Estrategista de Marcas

• Formada em Comunicação Social, com habilitação para Publicidade e Propaganda, em 2011.
• Pós Graduada MBA em Marketing – 2017

Durante o período da faculdade, trabalhei em diversas agências e em diversos cargos, minha intenção era exatamente poder aprender tudo que fosse possível dentro da área. No último ano da faculdade, trabalhei como gerente de contas em uma agência e esse foi meu último emprego formal.

Logo que a faculdade terminou, decidi seguir como profissional autônoma.

Meu pai era empresário e programador, minha madrasta dona de gráfica e minha mãe psicóloga clínica. Desde sempre tive contato com tudo desse mundo que vivo hoje. Uma família de empresários e profissionais autônomos. Não foi, então, nenhuma surpresa, pra ninguém, quando decidi seguir meu próprio caminho.

Gosto de dizer que sou uma mistura de todo esse exemplo:
– Tenho meu próprio negócio e trabalho com tecnologia, assim como meu pai;
– Trabalho com Design e Produção Gráfica, assim como aprendi estando dentro de uma gráfica desde pequena;
– Atendo profissionais autônomos, com foco em profissionais da Área da Saúde, assim como a profissão da minha mãe.

O caminho que me trouxe até aqui:

Além desse exemplo familiar, o modelo de trabalho das agências, na minha opinião, não era focado em realmente ajudar o cliente, mas sim em dar apenas um suporte mensal, onde o próprio cliente solicitava suas necessidades e agência ia apenas “tapando buracos” dessa comunicação. Isso pra mim nunca fez o menor sentido, até porque, quem empreende, normalmente não SABE empreender, e o que mais precisa é exatamente de alguém que o ajude nesse direcionamento, dessa mão pra segurar.

Eu decidi ser essa mão, em específico para profissionais autônomos, ou seja, profissionais que não possuem vínculo empregatício com nenhuma empresa, mas que vivem do seu próprio trabalho e da sua área de atuação. São pessoas que querem “vender” sua hora de trabalho e ajudar pessoas, basicamente, mas não necessariamente desejam ser empresários, ter uma equipe e pensar em ideias inovadoras.

E meu foco são profissionais da área da saúde pois, com o tempo, e por ter o exemplo da minha mãe (que além de Psicóloga, também fez parte do Conselho Regional de Psicologia de Campo Grande-MS por um tempo), aprendi muito sobre como a Publicidade e os Meios de comunicação funcionam e devem funcionar de forma específica para esses profissionais: São muitas regras e as normas éticas de cada conselho de classe se diferem entre si, dificultando um pouco mais o trabalho de divulgação desses profissionais, então além de trabalhar dentro das normas éticas de cada conselho, desenvolvendo projetos éticos, também oriento, nas consultorias, todos os meus clientes, para que possam desenvolver um trabalho nas redes sociais, dentro das normas e de forma mais simples e rentável.

Enfim, meu trabalho é traduzir essências. ♥
Em forma de marcas e em forma de estratégias digitais voltadas a obter resultados a longo prazo.

Alguns Clientes e Marcas já desenvolvidas por mim: